RicBrSp ocupando uns bytes na web2

Neste blog comento notícias, política, coisas da vida (eletrônica ou digital), redes sociais, fotos, vídeos, música e etc., palpito de tudo um pouco, com meus textos, pensamentos, e crônicas.      

 http://www.facebook.com/ricbrsp        https://twitter.com/RicBrSp

http://ricbrsp.wordpress.com/           www.gazzag.com/ricbrsp 

http://www.myspace.com/ricbrsp         http://ricbrsp.hi5.com/

 

Visitantes

26 fevereiro, 2009

Observando as nuvens no céu.

Há instantes estava apreciando mais um por do sol, ou melhor, o anoitecer chegar.

Acabei de terminar uma árdua tarefa caseira, e no corre-corre, só vi o reflexo da luz do final de tarde no piso que estava secando com pano, assim que concluí vi a majestade da mão de Deus que pintou mais um final de dia, como na Disney, que tem fogos de artifício, parada todo final de dia, como celebrando o dia que se finda.

No crepúsculo do dia, uma nuvem enorme indo para o leste (nascente, litoral), pairando sobe as casas refletindo a luz do sol, lá do alto do céu, o sol que já não se via, só sua claridade se esvaindo de mais um dia. A nuvem estava dourada, enorme em todas os sentidos, cumprimento, largura, altura, ao fundo mal se via o céu azul em vários tons na medida que a visão vai p/ o leste, numa tarde que choveu em São Paulo. Pensei que não haveria mais sol neste dia, até pelo horário da chuva de final de tarde de um dia de verão, mas nas brechas entre as nuvens pude ver a beleza, e majestade da mão de Deus, que desenhou com tanto cuidado, selecionou as melhores cores, e pintou o anoitecer.

Não vi o por do sol, mas não carecia pelo show de cores que eu vi.

A enorme nuvem toda dourada, amarelada ia se movendo do poente de onde vinha os raios do sol (oeste), p/ o nascente na direção do litoral paulista, a medida que ia se movendo a luz do sol alterava o ãngulo de incidência, e o dourado, foi mudando de cor em algumas partes que ficam a sombra de onde pegava luz, só ai deu p/ ver a cor, se branca, ou cinza, e era uma nuvem híbrida, do branco puro, ao cinza bem escuro, chumbo, indicando precipitação em breve, e toda luz do meu pequeno céu nos fundos de casa ia mudando de cor, ou pela nuvem q passava, refletindo a luz do sol, bem como pelo astro rei que se ia no horizonte infinito.

Me peguei meditando nisto, de como Deus fez tudo isto, pois o fundo não deveria ser azul, pois o espaço não tem cor, era p/ ser negro, sem cor, mas vemos azul em vários tons, pois a luz do sol ao entrar na atmosfera terrestre combinando com os gases que estão nesta calota invisível que recobre o planeta, lá onde falta ozônio, que deixou de filtrar os raios UV (ultravioleta) dão a cor azul, q fica perfeito c/ as nuvens por de baixo, só p/ que eu possa apreciar todas as cores do céus, além das estrelas, e astros a noite.

Observando as cores, a luz, lembrei dos quadros que tentaram retratar o instante do final do dia, fotos que já vi na internet, e nem uma delas era tão bela como o espetáculo que Deus tinha preparado para o dia de hoje, foi espetacular, sem par, nem tentando fazer de novo fica igual, naquela configuração de céu, nuvem e etc.... a coisa mais linda que meus olhos já viram em vida, como todo dia é, todas as vezes que paro p/ ver mais um por do sol eu me delicio com o espetáculo, sempre acho que o de hoje é o melhor de todos, sempre é monumental, inimaginável para mim, simples mortal.

Se Deus não fosse perfeito em tudo com certeza o final do dia não seria como é!

A infinidade de cores, tons, luz, sombras, reflexos, gases, água em estado gasoso, multi forme, que fez o instante, não volta mais, e que pintou meu céu nas cores mais lindas que havia no universo só para que eu estivesse ali olhando, apreciando mais um final de dia, de luz, de sol.

Pena que nem sempre eu lembro de ver, muitas das vezes o céu está tomado de nuvens, além da poluição da metrópole, e não há por de sol, somente o escurecer do dia. Que bom que não sou cego e perder tamanho espetáculo, um céu todo pintado em cores fortes, uma coisa divina de se ver.