RicBrSp ocupando uns bytes na web2

Neste blog comento notícias, política, coisas da vida (eletrônica ou digital), redes sociais, fotos, vídeos, música e etc., palpito de tudo um pouco, com meus textos, pensamentos, e crônicas.      

 http://www.facebook.com/ricbrsp        https://twitter.com/RicBrSp

http://ricbrsp.wordpress.com/           www.gazzag.com/ricbrsp 

http://www.myspace.com/ricbrsp         http://ricbrsp.hi5.com/

 

Visitantes

26 junho, 2008

Feira de Doação de cães abandonados - Adote um animalzinho

 

MEGA FEIRA DE DOAÇÃO DE CÃES E GATOS NO CCZ/SP

 

"E fez Deus os animais selváticos, segundo a sua espécie,

e os animais domésticos, conforme a sua espécie, e todos

os répteis da terra, conforme a sua espécie.

E viu Deus que isso era bom."

Gênesis 1:25

"A compaixão pelos animais está intimamente ligada

a bondade de caráter, e pode ser seguramente

afirmado que quem é cruel com os animais

não pode ser um bom homem."

Arthur Schopenhauer

Sábado, 28 de Junho, a Partir das 9h.
Rua Santa Eulália, 86 - Santana/São Paulo/SP

MAIS DE 100 BICHINHOS ESPERAM POR VOCÊ.
Cães e Gatos de todos os tamanhos, cores, idades. Com raça e mestiços.
Todos estão vacinados, vermifugados, esterilizados, e já saem com RGA.
COMPAREÇA E ADOTE UM BICHINHO!
Para Adotar é preciso levar:
- RG, CPF e Comprovante de Endereço
- Caixa de Transporte (Para quem for adotar Gatinhos)
- Coleira e Guia (Para quem for adotar Cachorrinhos)

Um abraço

Magali Coutinho

25 junho, 2008

Ruth Cardoso falece em São Paulo

Nota de falecimento de Ruth Cardoso.

Faleceu em casa nesta terça (24) a Sr. Ruth Cardoso, ex-primeira dama do Brasil, esposa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Conforme noticia veiculada nas notícias de capa do G1.

"Atrás de um grande homem, sempre há uma grande mulher", como defino Ruth Cardoso.

A ex-primeira-dama Ruth Cardoso nasceu em Araraquara (SP) em 19 de setembro de 1930.

Antropóloga de formação, foi professora da Universidade de São Paulo (USP). Como professora, lecionou na Universidade do Chile, Berkeley e Columbia, ambas nos Estados Unidos.

Ela estava casada havia 55 anos com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com quem teve três filhos. Ruth Cardoso publicou vários livros. Em 1995, durante o mandato do ex-presidente, fundou o programa Comunidade Solidária, de combate à pobreza e à exclusão social.

Uma grande perda para o Brasil, uma mulher de grande valor em nossa história recente. Apesar dos meus comentários políticos sobre o governo do ex-presidente FHC, em meus textos anteriores.

Desempenhou papel relevante como primeira dama, em auxílio e apoio ao seu marido, então presidente da República, como uma grande mulher que é, pois atingiu o olimpo dos brasilerios imortais, pois botaram seu nome na história de nosso Brasil. Não como figura de próa, de destaque, mas como primeira dama, como esposa do presidente, fez um papel fundamental dando o suporte ao exercício da presidencia do esposo. Apresentando-se sempre com muito recato, e bom gosto, como nesta foto da posse, com uma roupa que não rouba a cena da figura principal da posse como presidente da República, sempre discreta, inteligente, ativa, representou bem meu país em todas as viagens internacionais de trabalho, trabalhou muito, até por não ter saída, pois em companhia de chefe máximo do Estado brasileiro, da Rainha da Inglaterra, ao Presidente de qualquer república africana, sempre se portou adequadamente, num primor de representação, sem ostentações, inclusive dando uma lição em todo corpo diplomático internacional.

Geralmente as primeiras damas fazem questão de aparecer mais do que a figura principal o presidente, ou pelos modos, ou pela fala, geralmente acompanhada da roupa inadequada, ao meu ver, pois buscam modêlos de estilistas, que chamam a atenção, até é bem este o objetivo do estilista e da mesma usuária do modelito. Nem vou citar exemplos recentes de outras primeiras damas que o Brasil já suportou.

Uma grande mulher, insubstituível, iniqualável pelas suas qualidades, que o Brasil perde como cidadão, mas ganha por imortal de nossa história.

Fico sentido como brasileiro.

Condolências aos familiares.

Ricardo